domingo, 4 de setembro de 2011

POETAMIGO

Hortênsias - Piracema 2011 - Foto por Celêdian

Compor um soneto para um exímio poeta,
requer destreza e extrema habilidade,
hoje, os versos exatos não são minha meta,
são apenas mimos, para o amigo de verdade.

Do poeta, conheço sua postura correta.
Do amigo, a alma bela, amabilidade.
Ora! Como agraciar a parte mais dileta,
se, fundem-se na mais perfeita unicidade?

Quisera eu saber das notas musicais,
em afinado tom compor-lhe uma ode
e declamar-lhe alto, como nos recitais,

a alegria de sentir a vida que em ti eclode,
no que setembro trouxe em distintos rituais,
ares primaveris e a gênese de grande dote.




Nota: uma homenagem ao meu querido amigo André Bessa, pela passagem de seu aniversário.

12 comentários:

  1. Minha muito querida amiga,

    diante de um tal presente, não me vêm palavras para agradecê-lo. Acredite-me. Sensibilizado que estou por uma tal surpresa, eu só sei apenas lhe dizer "muito obrigado, querida Celêdian, seu soneto tocou-me bastante, e posso dizer que, junto às belas hortênsias de Piracema, ele ficará guardado para sempre no cofre do meu coração."

    Grande poetisa e amiga, meus parabéns por mais esta jóia literária. E, mais uma vez, muito obrigado por um tal presente.

    André

    ResponderExcluir
  2. Então é Setembro e as inspirações florescem, e nada como homenagear aquele que suspira poesia em cada momento, em cada petala de flor que vem criar a beleza da flor.Parabens amiga. Parabens ao Andre, por inspirar.Um terno abraço mineiro de flor.Bju.
    Linda imagem da Hortencia.

    ResponderExcluir
  3. E que bela homenagem em um soneto com a sua marca de brilhante poeta. Amiga, saudades de vc. Beijo grande, com cazrinho.

    ResponderExcluir
  4. Minha querida,
    tão bom aqui retornar e deparar com belas flores e homenagem delicada e do coração.

    Meu carinho e admiração :)

    ResponderExcluir
  5. Dalva Molina Mansano10 de setembro de 2011 16:28

    Querida Celê, só mesmo uma pessoa, assim como é você, faria uma homenagem tão bela! Seu sonetopresente Poetamigo é um primor que faz jus a sua lavra poética! Leio os poemas de André Bessa e posso dizer, pelas leituras que já fiz dele, que é merecedor dessa sua obra de arte. Um grande abraço, querida, com saudades e meus cumprimentos ao André pelo aniversário!

    ResponderExcluir
  6. Tenho a certeza, Celedian, que a simplicidade do gesto, associada á qualidade do texto, constituem um presente a que o obsequiado jamais será indiferente. Uma amiga como você é realmente algo de muito especial, nos tempos que correm.Acho que merece parabéns, também. Um abraço.H

    ResponderExcluir
  7. Parafraseando um antigo aforismo: o soneto saiu muitíssimo melhor do que a emenda. rsrs.
    Uma maravilha de presente, minha amiga. Abração e ótima semana.

    ResponderExcluir
  8. Oi Celedian,passando para reler esta maravilha e deixar meu terno abraço a voce com minha sempre terna admiração.Gostei de ver voce na festa do Zé.
    Amigo é pra essas coisa, né?

    Tudo de bom amiga.

    ResponderExcluir
  9. Boa noite.
    Que maravilha de homenagem... Parabéns!!

    Tenha um lindo fim de semana.

    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Celêdian, boa noite!
    Em primeiro lugar ofereço-te minhas desculpas, pois realizo-me que já fazem tanto tempo que não dou uma passeadinha por aqui para lhe fazer uma visita. Tenho percebido que você assim como eu,é bem moderada com suas postagens. Eu própria, além de ser bem moderada com minhas postagens a falta de tempo limita-me e visito os amigos com uma frequência bem menas que com a qual eu gostaria.
    E neste vai e vem de comentários muitas vezes algumas das páginas ficam para trac.
    Para mim é impossível visitar com frequência os amigos que fazem postagens bem frequente ou diariamente.

    Celédian,muito belo este seu texto,e como sempre um texto bem construído levando sua marca.
    Muito lindo e delicado que com o texto você homenageia nosso prezado amigo Andre.
    Parabéns Celedian!
    Uma linda noite!
    Lembranças.
    Ange

    ResponderExcluir
  11. Saudações fraternas poetisa. Bom! Muito bom te ler

    ResponderExcluir
  12. Celêdian, amiga querida. Estou até envergonhado pela ausência. Aliás, estou vindo lá do André, e chorava "as pitangas" de se querer estudar em nosso país. Mas, nem quero entrar nesse mérito... rsrs.

    Não me alongarei em relação a seus versos. Um soneto fantástico, vindo de uma poetisa-maior, e dedicada a alguém por quem detenho o maior respeito e admiração? Honestamente, me sinto suspeito para comentar.

    Celêdian, estar aqui e poder respirar sua arte faz um bem danado.

    Um abraço afetuoso a ti, minha amiga.

    Marcio

    ResponderExcluir

Obrigada pela tua presença. Sinta-se à vontade, comente. Por gentileza, identifique-se. Seja bem vindo!